Aquivos por Autor: Juana

Sobre Juana

Esta é a minha vida, aquilo em que acredito. O mundo dá voltas, a vida passeia pelo fio dos dias e das horas e eu vou tentando manter o equilíbrio. Sempre na corda bamba.

hoje

… entrei no blog e espreitei, aqui ao lado, no arquivo dos dias antigos. Foram 3 meses, novembro, dezembro e janeiro sem adicionar uma palavra que fosse para justificar a minha ausência tão prolongada. O blog não merece. Mas os … Continuar a ler

Publicado em dia a dia | 2 Comentários

hino à alegria

Descobrir, ver e rever este vídeo, ao fim do dia, foi como renovar forças ou recarregar baterias. Porque os dias sombrios estão aí, mas a esperança também.

Publicado em reflexões | Etiquetas , | Publicar um comentário

querido blog

Tenho sido uma péssima bloguer, mas não estás esquecido. Apenas, e como o teu nome indica, eu gostaria muito de vir aqui e deixar notícias boas, leves e fofinhas de dias cheios de acontecimentos, pensamentos, cenas giras ou outras coisas assim dentro … Continuar a ler

Publicado em reflexões | Etiquetas , | 2 Comentários

giving

Este vídeo é uma inspiração. Eu tento todos os dias que a palavrinha “give“, duas vezes repetida aí à direita deste blog, faça sentido na minha vida. E por estes dias faz todo o sentido que assim seja. Visto aqui.

Publicado em dia a dia | Publicar um comentário

hoje

… foi dia de receber visitas no meu local de trabalho. Visitas a trabalho, bem entendido, mas eu gosto. E dia de receber “prendas“. “Prendas” é como quem diz “novas ferramentas” de trabalho, e quando a esmola é grande o … Continuar a ler

Publicado em dia a dia | Etiquetas | Publicar um comentário

pedagogia dos afetos

Ontem, estive cerca de 1 hora na companhia de um casal, que com certeza devem estar casados há perto de 50 anos. Quando os deixei, eu estava impressionada pelo carinho e pelo afeto demonstrado nos pequenos gestos. De mãos dadas, … Continuar a ler

Publicado em reflexões | Etiquetas , | 2 Comentários

drama queen

Convivo diariamente com uma “drama queen“. É como se eu andasse com uma granada na mão e estivesse constantemente sujeita a uma explosão provocada por uma treta qualquer, que nunca sabemos a origem, a causa ou o efeito da cena. … Continuar a ler

Publicado em reflexões | Etiquetas , | Publicar um comentário